Visitando o maior mercado de Budapeste: tesouros no Mercado Central

Se você visitar Budapeste, o Mercado Central é o lugar perfeito para aprender mais sobre a cultura e a culinária húngara.

O Mercado Central é o maior mercado de Budapeste e ponto de paragem incontornável de muitos turistas onde podemos encontrar um grande número dos chamados Hungaricum.

Visitando o maior mercado de Budapeste: tesouros no Mercado Central

O Mercado Central é o maior mercado de Budapeste e ponto de paragem incontornável de muitos turistas onde podemos encontrar um grande número dos chamados Hungaricum, produtos locais e pratos tradicionais.

Se você visitar Budapeste, o Mercado Central é o lugar perfeito para aprender mais sobre a cultura e a culinária húngara. O magnífico edifício parece bonito por fora e também esconde verdadeiros tesouros por dentro.

O Mercado Central

No pilar do lado Peste da Ponte da Liberdade está o Mercado Central de Budapeste. É o maior mercado coberto da cidade. O edifício com telhado de Zsolnay foi inaugurado em 1897. Naquela época, os produtos frescos chegavam sem parar através de um canal.

O Mercado Central é o maior mercado de Budapeste e ponto de paragem incontornável de muitos turistas onde podemos encontrar um grande número dos chamados Hungaricum, produtos locais e pratos tradicionais.

Hoje já não existe canal, mas o que resta são os legumes frescos, frutas, carnes de qualidade, salames e outros produtos de produtores nacionais. O Mercado Central é uma zona obrigatória para os turistas, pelo que não é de estranhar que não faltem souvenirs. No andar de cima, no segundo andar, uma linha de buffet oferece iguarias húngaras que atraem a todos com seus aromas.

Os Hungaricum

O Mercado Central tem três níveis e os visitantes podem ver uma parte da cultura húngara em cada andar. As barracas que oferecem produtos Hungaricum têm seu próprio corredor: no nível -1 foi criado um corredor inteiro de 140 metros de comprimento preenchido com diferentes Hungaricum.

A vitrine no subsolo do Grande Mercado Central apresenta Hungaricum de diferentes tipos como Tokaji Aszú, Béres drops, Unicum, paprika Kalocsa, salsichas Csaba e Gyula, salames Herz e Pick, bordados Kalocsa, foie gras, água com gás, mel de acácia, pálinka, porcelana Zsolnay ou cebola Makó. Os húngaros costumam usar os alimentos e bebidas listados acima para cozinhar, mas o foie gras é uma iguaria especial consumida principalmente durante as férias e o Unicum é uma bebida alcoólica à base de ervas de cor muito escura disponível em vários sabores.

Além de alimentos e produtos artesanais, você também encontra brinquedos especiais, como o Cubo Mágico. Este quebra-cabeça 3D foi originalmente inventado pelo escultor e professor de arquitetura húngaro Ernő Rubik em 1974. O complicado cubo deve ser girado até que todos os lados tenham a mesma cor, o que não é uma tarefa fácil. O jogo de lógica é muito popular e conhecido em todo o mundo.

As caixas secretas húngaras também podem ser encontradas no mercado. Só existe uma maneira de abri-los e se você não conhece o método especial, é uma tarefa difícil. Não se abre da maneira que você pode imaginar à primeira vista, mas é muito divertido de descobrir. Os gentis vendedores , mais cedo ou mais tarde, darão a solução para aqueles que não conseguem descobrir por si mesmos.

O primeiro andar do Mercado Central

Nesta parte do mercado, você pode escolher, entre outras coisas, produtos de carne feitos de gado cinza húngaro e Mangalica, e frutas e vegetais frescos húngaros que estão alinhados na frente dos vendedores. Pode ainda encontrar produtos lácteos de produtores locais como leite de cabra ou de vaca, queijos e iogurtes. No espaço da escada, você pode aprender sobre as regiões vinícolas húngaras e as variedades de vinhos.

Muitas vezes, há dias de mercado nacionais temáticos, onde você pode comprar produtos exclusivos de outro país. Por exemplo, França, Itália, Alemanha, entre outros. Eles também organizam uma degustação em grupo para descobrir as delícias das barracas.

Cozinha húngara

No andar superior encontra-se uma sala de jantar, onde poderá experimentar a deliciosa cozinha húngara, confeccionada com produtos frescos. Na Hungria, é comum usar paprika em pó Kalocsa para dar sabor aos alimentos; o pó pode ser doce ou picante. Normalmente os pratos húngaros são picantes, se você experimentar um, verá.

Além dos lángos, uma espécie de fast-food húngaro disponível em vários sabores (tradicionalmente feitos com molho de alho, untados com creme azedo e cobertos com queijo), a sopa de goulash, o repolho recheado e as panquecas Hortobágy estão sempre na lista, presentes nas mesas laterais dos buffets lado a lado.
Claro, para quem quer experimentar as especialidades em bons restaurantes, pode optar por visitar o centro de Budapeste, saindo do Mercado Central e pegando o bonde 47, 48 ou 49, já que não faltam opções para saborear a gastronomia húngara.

Como chegar ao Mercado Central de Budapeste?

O Mercado Central fica no Boulevard Vámház 1-3. Não é difícil encontrá-lo porque seu prédio alto pode ser visto de longe. A Terma Gellért fica no lado oposto do Danúbio, com a Colina Gellért ao lado.

Se você quiser visitar o perfumado e sempre lotado Mercado Central de Budapeste, a maneira mais fácil de chegar lá é pelo bonde número 2. Esse bonde também é chamado de “bonde panorâmico” porque corre ao longo das margens do Danúbio no lado de Peste e passa por muitos pontos turísticos interessantes.

Mas o Mercado Central pode ser alcançado de várias maneiras, incluindo os bondes 47, 48 e 49, cuja parada final é na Praça Deák Ferenc, que é um dos pontos centrais de transporte mais importantes de Budapeste.

O Mercado Central de Budapeste é o melhor lugar para quem quer levar para casa um presente especial como lembrança para seus entes queridos, mas também é perfeito para ter um vislumbre do estilo de vida húngaro, literalmente!

Se você quiser visitar Budapeste, entre em contato comigo e vamos explorar a cidade juntos!